quinta-feira, 1 de junho de 2017

Cantaria - A arte de trabalhar as pedras

A "Cantaria" é a arte de construção com pedras, uma prática muito antiga qual foi utilizada por diversos povos da antiguidade como os Egipcios na construção das piramides, os gregos em Acrópoles e até mesmo os Incas em Machu Pichu e os Maias em Chichén Itzá.


 


O termo tem origem no latim canthus. O vocábulo "canto", com o significado à época pré-romana de "pedra grande", que consiste na pedra aparelhada para formar o ângulo de uma construção. Daí sua ampla utilização nos cunhais ou esquinas das edificações, arrematando o encontro de duas paredes.


 





O Canteiro ou Cantel é o oficial que escolhe, corta, desbasta e aparelha as pedras para a construção que irão constituir a cantaria.


 


 



 



 



A Cantaria nas Minas de Paranapanema




Durante a mineração colonial a cantaria foi empregada nas obras de desvio de rios construções de barragens, aquedutos, trazida pelos portugueses no século XVIII


Normalmente a pedra mais utilizada eram os fraturados blocos de diabásio, bastante comum nos ribeirões onde eram feita a exploração do ouro.


 



 


 



 


 


 


 


Influência nas construções da região






O uso das pedras como material de construção teve uma grande influência nas construções de várias edificações do Parque Estadual Intervales, entre elas as pousadas Esquilo e Onça-pintada, o castelo de pedra e o altar do morro do cruzeiro.


 


 


 




Pousada Onça-pintada


 




Pousada Esquilo


 




Castelo de Pedra


 




Pousada Esquilo


 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário