domingo, 30 de março de 2014

Os Encanados de Ribeirão Grande

Os "encanados de Ribeirão Grande" são estruturas ou muralhas de pedras construídas nas margens dos rios e ribeirões onde eram feita a lavagem do ouro, são considerados a maior evidência da antiga exploração de ouro do período colonial deixada pelos antepassados na nossa região, embora grande parte dessas estruturas sejam desconhecidas de muitos, tomados por uma exuberante floresta, muitas das vezes dando a impressão de nunca ter sido explorada antes. 

O material mais utilizado na construção eram os blocos de diabásio, uma rocha ígnea de alta resistência formada pela cristalização de magma vulcânico, e bastante comum em Ribeirão Grande, principalmente na região serrana, sendo facilmente encontrado nos  córregos onde ocorreu a mineração colonial, este tipo de rocha é conhecido popularmente como “Pedra Capote” ou "Pedra Ferro". 

Durante o processo de construção das muralhas, as pedras eram sobrepostas uma sobre a outra de acordo com o seu formato até formar uma muralha, é bem provável que havia uma técnica específica de "cantaria" trazida pelos portugueses para a construção, embora hoje pouco se sabe a respeito. 
Outros tipos de pedra como Filito, Xisto e Quartzo, também foram empregadas na construção dessas estruturas, porém com menos freqüência, o tamanho das pedras utilizadas variavam de tamanho, desde pedras pequenas entre 1 a 10 kg até pedras de 200 kg como nas figuras abaixo.




  

   Encanados no Arraial Velho   

      

        













          

            
Fotos: Junior Intervales 


2 comentários:

  1. João Batista Jardim30 de maio de 2018 18:19

    Lindas as fotos e esclarecedores os comentários sobre os
    encanados de Ribeirão Grande.

    ResponderExcluir